Saint Pauli e a luta pelas minorias

Uma torcida multicultural que apoia causas distintas

O Saint Pauli possui uma torcida multicultural que apoia causas distintas de seu bairro e que conquista uma legião de fãs mundo à fora

Situado na cidade de Hamburgo, segunda maior da Alemanha, o bairro de Saint Pauli deu nome a um dos clubes mais “alternativos” do futebol mundial, apesar de estar na segunda divisão do futebol alemão, o clube, e principalmente a torcida, renegam os esteriótipos dos grandes clubes de seu país, sendo assim mais preocupado em defender as causas sociais, ou minorias, do que propriamente as vitórias em campo.

Fundado em 1910 por operários do porto de Hamburgo, o terceiro maior da europa, o clube é hoje mais conhecido por sua luta em defesa dos direitos humanos, do que por seus feitos em campo, e a torcida não poderia ser diferente, é um capítulo à parte na bonita e rica história do clube alemão.

 

hqdefault
                         A caveira foi um símbolo adotado pela torcida para representar o clube

 

Na década de 80 o Saint Pauli passou por uma grave crise financeira, ficou ameaçado de fechar as portas, foi então que a torcida, representada por: músicos, artistas e operários resolveram se unir para apoiar o clube na luta contra a falência, planejaram campanhas para arrecadar fundos para a entidade, venderam bonés, camisas, casacos e organizaram até um amistoso contra o Bayern de Munique.

O engajamento de todos deu certo, o clube conseguiu se reerguer, e hoje conta com mais de 15 mil sócios torcedores, em sua grande maioria ainda moradores do bairro.

A ideia dos torcedores sempre foi a de respeitar suas raízes e as classes sociais, para isso era preciso manter a união nas arquibancadas, mas principalmente fora dela.

Na década de 90 expulsaram da torcida todos os simpatizantes da cultura neo nazista, e o clube adotou em seu estatuto oficial ser anti nazista, anti racista e anti homofobia.

Corny Littmann, ator e homossexual assumido chegou a ser presidente do clube por oito anos. Por levantar essas bandeiras contra o racismo, homofobia, xenofobia e nazismo o clube logo se tornou uma referencial cultural na europa.

1
                                                               Faixas anti nazismo no meio da torcida

O punk rock tá impregnado na arquibancadas do Millerntor-Stadion, casa do Saint Pauli, as músicas que ecoam no Spaß Haus, ou casa da diversão em português. Vamos trazer agora alguns dos sons que fazem parte da cultural de arquibancada do clube e da torcida.

A entrada do time em campo é marcada pelo rock fabuloso da banda australiana AC/DC, o poderoso single Hells Bells, que em português significa “Sinos do Inferno”, mostra o terror que espera o adversário em campo e nas arquibancadas.

Os gols do Saint Pauli também seguem na pegada do rock’n roll, e a banda escolhida pela torcida foi o Blur, a “pegajosa” Song 2, um dos maiores sucessos da banda, toca sempre após qualquer gol marcado pela equipe alemã.

Você talvez não saiba, mas os Beatles também tem sua história relacionada com a cidade de Hamburgo e com o clube Saint Pauli, antes de estourar na década de 60, o quarteto inglês, que nesse período ainda era um quinteto, fez apresentações na cidade alemã e encantou o público local.

Após o sucesso da banda a cidade resolveu homenagear a banda, fundou uma praça na cidade e nomeou de “Praça dos Beatles”, essa praça fica no caminho de acesso ao estádio do Saint Pauli, a torcida então acoelhou a música Yellow Submarine, fez uma pequena adaptação e passou a cantá-la nos jogos.

Pra encerrar vamos ver o hino do clube, na verdade é uma canção de um filme alemão da década de 60, que retrata o amor dos moradores do bairro de Saint Pauli pela cidade de Hamburgo, na versão cantada pela torcida o punk rock se faz presente mais uma vez.

Letra : das Herz, das aus St. Pauli kommt

Das Herz von St. Pauli,
das ist meine Heimat,
in Hamburg da bin ich zu Haus.

Der Hafen,
die Lichter,
die Sehnsucht begleitet,
das Schiff in die Ferne hinaus.

Das Herz von St. Pauli,
das ruft dich zurück,
denn dort an der Elbe,
da wartet dein Glück.

Das Herz von St. Pauli,
das ist meine Heimat,
in Hamburg…in Hamburg da bin ich zu Haus…
in Hamburg…

 

Tradução : o coração que vem de saint pauli

O coração de St. Pauli,
esta é a minha casa,
em Hamburgo, porque eu estou em casa.

A porta,
as luzes,
anseio acompanhado,
o navio para fora na distância.

O coração de St. Pauli,
o que você chama de volta,
porque não há no Elba,
porque esperando sua felicidade.

O coração de St. Pauli,
esta é a minha casa,
em Hamburgo em Hamburgo … estou em casa …
em Hamburgo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *