A história do Gol Olímpico

Como surgiu uma das jogadas mais bonitas do futebol

“No futebol, poucas coisas são mais emblemáticas que um gol olímpico, conseguir esse feito requer muitas vezes um pouco de sorte, mas principalmente da qualidade técnica do jogador”

Em 1924 o mundo acompanhava os jogos olímpicos, sediado naquele ano na França. A final do torneio de futebol foi disputada entre Uruguai e Suíça, os uruguaios derrotaram os suíços e levaram o ouro olímpico pra casa.

Após a competição a equipe sul americana fez uma série de amistosos ao redor do mundo e enfrentou a já tradicional rival Argentina, numa partida que ficou para a história. O atacante argentino Cesário Onzari marcou o gol da vitória do selecionado argentino, porém o gol chamou a atenção foi a forma como o gol aconteceu, o jogador portenho cobrou o escanteio e a bola foi direto para o fundo das redes uruguaias.

A imprensa argentina, empolgada com o fato inédito e inusitado, passou a chamar dali em diante aquele tipo de lance como “Gol a los olímpicos”, pelo fato de ter sido marcado contra os atuais campeões olímpicos, ao longo do tempo o termo passou por alterações até chegar ao que hoje conhecemos como “Gol Olímpico”.

Um fato curioso é que como ainda não se havia visto um gol daquela maneira não se sabia se seria válido, naquela partida o lance foi aceito, e no final daquele ano o lance passou a ser aceito e incorporado nas leis do futebol.

gol_olimpico_1924
Imagem rara do gol feito pelo argentino Cesáreo Onzari no amistoso com o Uruguai, que passou a ser chamado de “Gol Olímpico”

Gol Olímpico no Brasil

Em 1928, quatro anos após a marcação do primeiro gol olímpico na história do futebol mundial, o Brasil entrou o hall da fama da jogada. Naquele ano o clube carioca recebeu o Montevideo Wanderers, tradicional clube uruguaio, para a disputa de amistoso em celebração a inauguração dos refletores da arquibancada no estádio São Januário, o jogador Santana marcou o gol da vitória carioca na partida, e o o primeiro gol olímpico que se tem notícia em território nacional. Curiosamente mais uma vez os uruguaios entravam para a história ao sofrer mais um gol olímpico.

Gol Olímpico em Copas do Mundo

Marcar um gol olímpico não é tarefa das mais fáceis, na histórias do mundiais, até os dias de hoje, apenas um jogador conseguiu tal proeza. No mundial de 1962, disputado no Chile, o colombiano Marcos Coll marcou contra a União Soviética do lendário Lev Yashin o “aranha negra” o único gol na história dos mundiais.

 

Recordista de Gols Olímpicos

O sérvio Dejan Petkovic, o gringo mais brasileiro da história do futebol, é o maior goleador mundial nesse quesito. O “gringo” marcou oficialmente oito gols de escanteio, três desses com a camisa do Flamengo, clube no qual mais se identificou no Brasil. “Pet” também deixou sua marca atuando por Vitória e Fluminense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *