José Sand: o ex-goleiro que se transformou em goleador graças a sua mãe

Sand marcou dois gols decisivos na virada histórica do granate

José Sand marcou dois gols na vitória do Lanús sobre o River Plate na Libertadores e ajudou o clube a chegar em sua primeira final de Libertadores

Com José Sand não há meio termo. Não importa se o jogo é uma final de campeonato argentino contra San Lorenzo, uma semifinal de libertadores diante do River ou qualquer partida que tenha disputado com uma das 15 camisas que ele vestiu ao longo de sua carreira, entre elas a do River Plate, Racing e até no Vitória. Ele sempre irá entrar em campo para marcar.

Recentemente, Pepe, como é conhecido o camisa 9 do Lanús, superou a histórica marca de 100 gols com a camisa Granate.

“Minha casa será sempre Lanús”, ele repete.

No estádio La Fortaleza, seu sobrenome é um símbolo e permanecerá para sempre na história do clube: junto com Lautaro Acosta foram protagonistas de quatro dos seis títulos do clube. E ontem à noite eles escreveram mais um capítulo no livro dos sonhos de seus hinchas.

No futebol brasileiro, Sand atuou em 2001 Sand pelo Vitória

Sand teve toda a sua infância correndo atrás da bola nas ruas de terra da cidade e do clube Barrio Norte. Até os 10 anos de idade, ele era goleiro, como seu pai Raúl. A história começou a mudar quando sua mãe, Amancia del Carmen lhe pediu para jogar como centroavante.

Diante do River, Sand comprovou, mais uma vez, que sua mãe escolhera bem seu caminho.

“É um prêmio bem merecido, entramos meio adormecidos na partida, mas no intervalo dissemos que tínhamos que sair com tudo, ou faríamos três gols ou tomaríamos dez, felizmente conseguímos algo espetacular”, disse Sand.

História em La Fortaleza

‘Pepe’ fez parte do histórico time do Lanús campeão do torneio Apertura em 2007. O admirador de Batistuta, foi o artilheiro do Apertura em 2008 e do Clausura em 2009. Ali ele começava a dar os primeiros passos para ser adorado pelos torcedores do Lanús.

Em 2007, Sand ajudou o time a levantar o título argentino daquela temporada

Pepe Sand não gosta de ser o centro das atenções. O goleador prefere ficar longe dos holofotes e curte momentos ao lados de seus amigos.

Seu caminho não foi fácil. O camisa 9 teve que superar a perda de uma filha recém-nascida.

Sand atuou por Tigre, Boca Unidos e Argentinos Juniors, mas sem muito brilho. Ele melhorou sua parte física e buscou apoio em sua família. Até que, em 2015, se transferiu ao Aldosivi, onde se destacou e chamou a atenção novamente do Lanús.

Em sua volta ao time granate não conseguiu conter a emoção na coletiva de imprensa:

“Lutei duro para voltar e queria me aposentar aqui.”declarou o goleador.

Com a ajuda do atual treinador Jorge Almirón, comemorou três títulos: o torneio local(2016), a Copa Bicentenário(2016) e a Supercopa da Argentina(2016).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *