Willian e o merecimento de uma titularidade na seleção brasileira

Os dois últimos amistosos preparatórios antes da convocação oficial para a Copa do Mundo foram realizados, e Willian participou de todos os quatro gols da seleção nessas partidas.

A seleção braisileira venceu dois desafios interessantes antes do Mundial. No país da competição, contra os anfitriões, a equipe saiu com a vitória por 3 a 0. Em um duelo muito esperado após o fatídico 7 a 1, a seleção pentacampeã bateu a Alemanha por 1 a 0, em Berlim.

Na “era Tite”, a produção subiu de patamar e vai como favorita para a maior competição do planeta. Com apenas uma derrota desde que assumiu, para a Argentina, a canarinha passou a impor respeito.

Com 16 jogadores confirmados nominalmente pelo treinador, o restante da lista é que vem martelando a cabeça da comissão técnica e da imprensa.

Coutinho x Willian

Um tema que foi “deixado de lado”, a disputa entre Phillipe Coutinho e William pela titularidade da Seleção, voltou à tona.

Desde que Tite assumiu o comando da Seleção Brasileira, a maior disputa do elenco sempre entre os meias.

O próprio treinador incentivou internamente a briga pela posição, e mesmo optando pelo jogador do Barcelona no time titular sempre deixou espaço para Willian, que se tornou uma espécie de décimo segundo jogador.

As ótimas atuações no Chelsea e com a amarelinha vem confirmando o meia como uma das principais peças do elenco. Com Neymar de volta, mesmo que com a formação já testada por Tite, é improvável que o técnico escale Neymar, Coutinho, William e Gabriel Jesus, pois deixaria o time muito exposto.

Resultado de imagem para willian coutinho

Apesar de competirem entre si, Coutinho e Willian entregam coisas distintas para Tite, o primeiro, segundo o treinador é mais construtor, enquanto o segundo é mais vertical e agudo.

Os dois jogadores são “luz” para os olhos de Tite. Esse é o termo que o treinador usa para designar um atleta que cria espaços com sua habilidade, poder de assistência e cria lances de perigo para os companheiros finalizarem.

Na formação tática, o 4-1-4-1 ideal de Tite, a sua segunda linha de quatro, que fica atrás do centroavante, os dois homens abertos (um na direita e outro na esquerda) devem ter características diferentes, mas complementares.

Dessa forma, quando Neymar, titular absoluto da equipe, tiver total liberdade para flutuar por todo o campo, o outro extremo deve ficar mais preso e aberto pela direita.

Com William de titular, Neymar faz com mais frequência essa flutuação. Quando se tem Coutinho na outra extremidade do campo, os dois variam e invertem em muitas oportunidades.

Willian merece a titularidade

Apesar de Coutinho ser um ótimo jogador e sempre render bem com a camisa da seleção, o meia vive um momento diferente de Willian.

Desde que saiu do LIverpool, o jogador ainda não conseguiu manter um regularidade pelo Barcelona. Aos poucos vai pegando forma ao lado de Suarez, Iniesta e Messi. Porém, enquanto isso não acontece, Willian vive sua melhor fase na carreira.

Willian é peça fundamental no esquema de Antonio Conte no Chelsea. Na seleção vem fazendo valer uma vaga entre os titulares, principalmente com as atuações regulares e acima da média. O meia participou dos quatro gols nas duas últimas partidas antes do mundial.

Com liberdade e responsabilidade de criar, o meia vem se tornando, cada vez mais, uma peça importante. Agora, cabe a Tite ter que tirar um ou arrumar espaço para todos, pois o atleta revelado no Terrão vem pedindo cada vez mais passagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *