#41: Seleção francesa: uma das poucas privilegiadas à conquistar a Copa do Mundo dentro de casa

A França, ao lado de Argentina, Alemanha, Itália, Inglaterra e Uruguai são as únicas seleções que conseguiram vencer a Copa do Mundo em casa.

Diante de várias seleções potentes que jogam a Copa do Mundo, apenas seis delas conseguiram o tão sonhado título mundial. E de todas elas, a França é uma das escolhidas para ser falada.

Campeão em 98, os Le Blues venceram o Brasil pelo placar de 3 a 0, com um gol de Pettit e dois do maestro Zinedine Zidane. Inspirado naquele 12 de julho, Zizou foi bastante importante naquela competição. Mas para quem acha que a seleção francesa foi imbatível por jogar em casa, as fases finais foram bastante complicadas para ela. E por isso, vamos te relembrar como foi a Copa do Mundo de 98.

A fase de grupos da França

No sorteio, a seleção francesa acabou ficando no grupo C, com Dinamarca, Arábia Saudita e África do Sul. A equipe do, então técnico, Aime Jacquet, era a maior favorita para passar para a próxima fase. Sendo a mais forte, ela honrou seu nome e camisa, derrotando as outras seleções e ficando líder na competição. Um fato curioso nesta primeira fase foi que a França conseguiu ser o melhor ataque com nove gols. O destaque maior foi contra a Arábia Saudita, onde venceram pelo placar de 4 a 0, com dois de Henry, um de Trezeguet e outro do lateral Lizarazu.

 

Henry (Foto) marcou dois dos quatro gols da França contra a Arábia Saudita, no Stade de France.

O favoritismo aumentava ainda mais com cada bela partida que a França fazia pelos gramados. Ao final das três partidas da fase grupos, a França alcançou a liderança, com nove pontos; outra equipe que também passou de fase foi a Dinamarca, com quatro pontos.

Fases finais e muito sufoco

França x Paraguai

Passando para as oitavas de final, o time de Zidane e companhia encararam o Paraguai. Vale ressaltar que a seleção sulamericana havia ficado na segunda posição do grupo D, eliminando a cabeça de chave, Espanha. Os paraguaios terminaram a fase de grupos com 5 pontos.Eram os reis do empate, já que nas duas primeiras partidas empataram, e só se classificaram na última rodada, na vitória por 3 a 1 contra a Nigéria. O jogo entre França e Paraguai foi bastante truncado. As duas equipes foram ao ataque diversas vezes. Para quem achava que o Paraguai ia chegar apenas para passear, enganou-se, tanto é que a França não havia conseguido fazer um gol, nem no primeiro, nem no segundo tempo. A partida se encerrava com o placar empatado. Restava a prorrogação

França e Paraguai tinham mais alguns minutos para conseguir balançar as redes antes das penalidades. Contudo, os franceses não deixaram que aquele jogo fosse acabado nos pênaltis. Aos 114 minutos da prorrogação, Laurent Blanc, decretou a vitória dos Le Blues nas oitavas de final.

Um fato curioso é que em todas as Copas do Mundo, o primeiro gol de ouro da história  foi nessa partida.

 

França x Itália

Depois de um sufocante jogo, as quartas de final para a França parecia ser ainda mais doloroso. A adversária da vez era a Itália, que tinha vencido a Noruega por 1 a 0. Líder do grupo B, os italianos também eram fortes na competição. A partida entre as duas equipes europeias foi bastante complicado, tanto é que não conseguiram, também sair do 0 a 0. E foi nas penalidades que a anfitriã daquela Copa passou para as semifinais. Confira:

 

França x Croácia

A semifinal, para a França, poderia mais uma vez ser sufocante. As oitavas e as quartas deixaram ainda mais fortes os franceses. A adversária Croácia havia eliminado a Alemanha nas quartas de final pelo placar de 3 a 0, com mais uma bela partida do croata Suker, que no fim da Copa, foi o artilheiro da competição. Restava agora mais uma partida para avançar e chegar na grande final.

Os tricolores europeus acabaram vencendo a Croácia por 2 a 1, com dois gols de Thuram ( um aos 47 do primeiro tempo e outro aos 24 do segundo). Restava agora a grande final, agora contra a seleção brasileira.

A grande final

Novamente no Stade de France, a França jogava para, agora, conquistar o grande título. O adversário desta vez era o Brasil, de Ronaldo, Rivaldo e companhia. Os, então, tetracampeões, na fase de grupos, acabaram sendo os primeiro colocados, com seis pontos. Nas oitavas, aniquilou o Chile, vencendo por 4 a 1 e fazendo uma bela partida. Já contra a Dinamarca, um decisivo e corrido 3 a 2 selou a vitória para os brasileiros. E nas semi, conseguiu passar de fase, só que nos pênaltis. A Holanda era a adversária do Brasil, e só foi eliminada graças ao grande Taffarel, numa emocionante e linda defesa.

Naquela final, não havia um grande favorito. Ambas seleções tinham um elenco estrelado e passaram de fases por méritos. Contudo, com o calor da torcida e a inspiração do maestro e meiocampista francês, Zinedine Zidane, os anfitriões acabaram faturando o seu primeiro título em Copas do Mundo. O gostinho de campeão ficou ainda mais gostoso por que a Copa foi em casa.

Relembre os lances da final entre França e Brasil que deixaram os franceses emocionados, já os brasileiros, tristes, já que também sonhavam com o pentacampeonato.

Faltam 41 dias para a Copa do Mundo na Rússia em 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *