França x Argentina: decepção é a palavra certa

Com muita expectativa antes da Copa, as seleções decepcionaram na primeira fase da competição

As oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia em 2018 terá um jogo de gala como abertura. Após uma primeira fase insana e cheia de surpresas, a reta final do mundial chega para colocar os pingos nos “is”.

O primeiro duelo será entre duas campeãs mundiais. França, em 1998, e Argentina, em 1978 e 1986, se enfrentaram de forma prematura, de acordo com as expectativas.

Apesar de ter passado em primeiro, a seleção francesa sofreu para vencer os jogos em um grupo fácil. Bateu a Austrália e Peru no sufoco e empatou com um 0 a 0 insosso diante da Dinamarca. Do outro lado, os ‘hermanos’ estavam eliminados até aos 41 minutos do segundo tempo quando Marcos Rojo fez 2 a 1 diante da Nigéria.

Histórico

Os dois países se enfrentaram apenas duas vezes na maior competição de futebol do planeta, em 1930 e 1978.

A Argentina levou a melhor nos dois confrontos com a França, que ocorreram apenas em fases de grupos. Em 1930, no Uruguai, os argentinos venceram por 1 a 0,  gol de Luis Monti. Em 1978, em casa, a vitória argentina foi por 2 a 1. Passarella e Luque marcaram os gols da seleção sul-americana enquanto Michel Platini descontou para os franceses.

Os confrontos entre Argentina e França no total

Jogos: 11

Vitórias da Argentina: 6

Vitórias da França: 2

Empates: 3

Decepção

Com inúmeros bons nomes que ficaram de fora da Copa, a França chegou cheia de moral na Rússia. Com um grupo relativamente fácil, a expectativa era de show por parte de Mbappé, Pogba e companhia, mas o que se viu foi um futebol pragmático e decepcionante.

Mesmo com um time leve, os “Les Bleus” tiveram dificuldades para aplicar seu estilo de jogo contra defesas sem muita bagagem. Com muitos erros de passes e uma progressão lenta, o time ficou fácil de ser marcado.

Para as oitavas, o criticado técnico Didier Deschamps vai ter o desafio de melhorar o rendimento da equipe para vencer a Argentina.

Do outro lado, os argentinos quase não conseguiram a vaga na Copa do Mundo via eliminatórias e viram sua preparação para o Mundial sofrer duras críticas da imprensa.

Armani pode ser decisivo para os argentinos, em caso de disputa por pênaltis.

A expectativa era que com o tempo antes da Copa, o renomado Jorge Sampaoli organizasse a equipe com padrão de jogo definido.

Nos três jogos da fase de grupos, o que se viu da Argentina foi um bando em campo. Com uma imensa fragilidade defensiva, os ‘hermanos’ empataram com a Islândia, perderam (fora o baile) para a Croácia e venceram de forma dramática a Nigéria.

O técnico perdeu o comando do plantel e teve que recorrer a dicas de Mascherano e Messi para escalar ou substituir a equipe na partida decisiva frente aos nigerianos.

Para o mata-mata, os argentinos se apegam no “a copa começa agora”. Caso continue assim, o mundial pode acabar logo para a ‘albiceleste’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *