Jogos Memoráveis #01: Há 29 anos, um Corinthians e Flamengo com seis gols, emoção até o final e muita história

Clássico teve direito a gol olímpico de Neto e contou com a dupla Zico e Júnior com a camisa rubro-negra

Corinthians e Flamengo rivalizam em quase tudo no futebol brasileiro. Donos das duas maiores torcidas do país, os clubes travam disputadas acirradas nos bastidores da bola, sempre em busca de patrocínio fortes e privilégios para aumentar ainda mais suas já conceituadas marcas.

Mas as tradicionais equipes também contam com muita história dentro do campo. Ao longo de décadas, os clubes costumam fazer grandes jogos quando se enfrentam, principalmente em “mata-mata”. E não foram poucas as vezes em que Flamengo e Corinthians estiveram frente à frente em jogos eliminatórios.

O jogo desta quarta-feira é apenas mais um confronto no rico histórico dos clubes. Essa não será a primeira vez que os times decidirão quem passa de fase na Copa do Brasil. Em 1989, os times se enfrentaram, ainda pela fase quartas-de-final, e mostraram de onde vem tanta tradição no duelo.

Na partida de ida, o rubro-negro carioca venceu por 2 a 0, no Maracanã, com gols de Nando e Zico, e levou uma importante vantagem para o jogo da volta, que aconteceria no Pacaembu.

Com a vantagem de poder perder por até um gol de diferença, o Flamengo começou a partida esperando o Corinthians. O time paulista, liderado pelo recém-contratado meia esquerda Neto, comandava as ações da partida. Até que o camisa 10 corintiano marcou um gol olímpico antológico. Com a desvantagem no placar, o Flamengo teve que correr atrás do resultado.

Os cariocas, comandados por Telê Santana, mesclava juventude e experiência, e tinha duas das maiores referências da história do clube em campo: Zico(com 36 anos) e Júnior(com 35). O time ainda contava com os jovens Aílton, Leonardo e Zinho. O Flamengo foi atrás do prejuízo e igualou o marcador com Zico.

Na segunda etapa, o Corinthians precisa marcar três gols para passar de fase e chegar às semifinais daquela edição. O lateral direito Giba, aproveitando um cruzamento de Viola, colocou o Timão de volta ao jogo. O Flamengo era perigoso nos contra ataques, mas ia perdendo chances em sequência. Os paulistas continuaram na pressão e chegaram ao terceiro gol em chutaço de Eduardo de fora da área.

O Corinthians estava vivo na disputa e a torcida empurrava o time para um quarto, que naquela altura, parecia ser questão de tempo. Foi então que novamente apareceu a estrela do time de Parque São Jorge. Neto, o camisa 10 e capitão corintiano aproveitou um vacilo da defesa carioca e colocou o alvinegro com a vantagem que precisava para conquistar a classificação.

Foi aí que brilhou a estrela de Júnior. Aos 42 minutos do segundo, o experiente volante apareceu livre na área e em um momento de decisão soube marcar o gol que deu a vantagem ao rubro-negro.

Júnior comemora o gol da classificação rubro-negra

O jogo acabou com goleada corintiana no placar, mas com os flamenguistas comemorando a passagem de fase para as semifinais da Copa do Brasil. Corinthians e Flamengo nunca será apenas mais um jogo, a história mostra isso.

Ficha Técnica – Corinthians 4 x 2 Flamengo-RJ

Estádio: Pacaembu
Público: 36024
Data: 12/08/1989

Corinthians: Ronaldo, Wilson Mano, Marcelo (Giba), Pinella e Aílton; Márcio, Eduardo e Neto; Fabinho, Viola e Rizza (Marcos Roberto). Téc: Palhinha.

Flamengo: Cantarelli, Leandro Silva, Gonçalves (Júnior Baiano), Rogério e Leonardo; Júnior, Aílton e Zico; Alcindo, Marquinhos e Zinho. Téc: Telê Santana.

Gols: Neto aos 20 e Zico aos 37 do 1º Tempo; Giba aos 24, Eduardo aos 27 e Neto aos 39 e Júnior aos 42 do 2º Tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *