Fortaleza e o título cearense em 2008

Para muitos torcedores, o título cearense para o Fortaleza Esporte Clube no ano de 2008 foi muito importante para o clube. Conquistar um título, na verdade, é motivo de felicidade para qualquer torcedor. E para os tricolores, valeu a pena. Naquele ano, o Tricolor de Aço conseguiu uma brilhante conquista, até por que no Campeonato Cearense, as finais foram muito emocionantes. Relembre um pouco daquele estadual e o título do Fortaleza.

O time

Começo de temporada, todo time quer fortalecer o seu elenco. No Cearense, as principais forças tinham um elenco com jogadores bem parecidos. O rival, Ceará, tinha em seu plantel jogadores como os atacantes Vavá, Ciel e Luiz Carlos como principais referências alvinegras. Vale lembrar também que outros atletas como o volante Michel (futuramente ídolo do clube), Ederson, Dezinho, entre outros, deixavam o time de Porangabussu ainda mais forte para o campeonato.

O Tricolor do Pici, por sua vez, tinha Osvaldo, Romulo, Juninho Cearense, Paulo Isidoro, Lúcio Bala, entre outros, como os destaques e peças fundamentais do time naquele ano. Eram dois vclubes que queriam vencer e estavam dispostos a tudo. Com isso, nos dois turnos da competição, o Leão queria o título estadual, e por isso, foi atrás.

Primeiro turno e a primeira decisão

O primeiro turno, como de costume, eram os primeiros jogos de ida das equipes cearenses. Todos se enfrentavam entre si, e o campeão do primeiro turno e do segundo turno se enfrentavam pra saber quem realmente ganharia o título cearense. O Fortaleza, em seu primeiro jogo diante da equipe do Uniclinic, já foi em busca da sua primeira vitória. No Presidente Vargas, num placar sofrido, o Leão conseguiu vencer por 2 a 1. Confira:

Após a vitória como visitante, o Fortaleza jogou novamente, desta vez com o Guarani de Juazeiro, no mesmo PV. Empatou o segundo confronto,por 1 a 1, assim também como no jogo seguinte, diante a equipe do Boa Viagem, sendo agora pelo placar de 2 a 2. Mesmo com empate, o time tricolor permanecia invicto na competição. Na quarta rodada, um chocolate pra cima do Itapipoca, que até então, era o líder do campeonato. O Fortaleza, em quinto colocado, conseguiu fazer um bom jogo.

Só que na 5ª rodada, o time de Romulo e companhia conheceu sua primeira rodada, esta contra o Icasa, no Romeirão. A primeira derrota tricolor não demonstrava sintomas de apreensão, até por que diante do adversário seguinte, a vitória  logo veio. Na sexta rodada, um ótimo jogo contra o Ferroviário deram mais três pontos para a equipe do Fortaleza. O jogo terminou por 4 a 3, com gols de Dedé, Amoroso e Escley (Ferroviário) , Tailson, Rogerinho e Erandir (Fortaleza).

Já na sétima e oitava rodada, mais dois empates para o Leão. O primeiro, contra o Ceará, por 1 a 1, no Castelão. O outro empate saiu contra o Quixadá, fora de casa, por 2 a 2. E foi somente na última rodada do primeiro turno, antes de chegar as finais, que o Fortaleza venceu novamente.

Diante do Horizonte, mais um outro chocolate garantido para a conta. 4 gols marcados deixaram o Fortaleza aliviado e classificado para as semifinais do Cearense.Na quarta posição com 16 pontos, mesmo número de pontos que o Ceará, o time do Pici enfrentou na semi o Horizonte, que na partida passada, foi massacrado pelo adversário. Contudo, cada partida jogada é diferente, e aquilo que foi visto na nona rodada do estadual foi totalmente diferente daquela primeira semifinal.

Mesmo com o mando de campo para o Fortaleza, quem brilhou mesmo foi o Horizonte, dentro do Castelão. 3 a 1 para o Galo do Tabuleiro no jogo de ida. Porém, no jogo de volta, uma revira-volta classificou o time do Fortaleza para a grande final daquele primeiro turno. Após os 3 a 1 no Castelão, na volta, o Tricolor de Aço fez os mesmos números de gols que o Horizonte havia feito aqui. Novamente, o jogo terminou pelo placar de 3 a 1. Com isso, o jogo, disputado, acabou indo para os pênaltis, e aí, brilhou quem tinha mais estrela

Com  a classificação para a grande final, o elenco tricolor acabou recebendo o bom Icasa, isto por que o time de Juazeiro do Norte eliminou o Ceará e garantiu também classificação.

Na final do primeiro turno, o Icasa acabou saindo campeão. Venceu o primeiro jogo no Romeirão por 2 a 1 e garantiu o empate no Castelão por 1 a 1. Classificado já para a grande final, restava agora o time de Juazeiro administrar bem sua participação no estadual e conseguir o glorioso título.

 

A virada e o título para o Fortaleza

No segundo turno, o Fortaleza fez quase a mesma atuação que fez no primeiro. Neste último, garantiu 16 pontos, enquanto no segundo turno, conseguiu 18 pontos. Vale destacar as boas partidas contra Ceará (3 a 1), Quixadá (5 a 1) e Uniclinic (3 a 0).

Ao todo, somando primeiro e segundo, o Tricolor do Pici somou 9 vitórias, 7 empates e 2 derrotas, sem somar as semifinais e finais dos dois primeiros turnos.

Com a chegada na semifinal do returno, o Fortaleza acabou enfrentando o Ferroviário. Na partida de ida, venceu por 1 a 0, enquanto na de volta, apenas empatou sem gols, eliminando o Tricolor da Barra.

Já na final contra o Horizonte, já que o mesmo havia eliminado o Ceará, o Leão garantiu a vitória no primeiro jogo por 3 a 1  e perdeu na partida de volta por 1 a 0. Com o regulamento um pouco ingênuo, Horizonte e Fortaleza acabaram indo para as penalidades máximas.

E nelas, o time da capital acabou se consagrando e acabando com o sonho do Horizonte em enfrentar o Icasa.

Os dois últimos jogos do Campeonato Cearense tinham tudo para ser aqueles confrontos épicos dentro de campo. Nos dois turnos, o Fortaleza, de quatro jogos, venceu somente um. Estava quase que um freguês da equipe de Juazeiro. Precisava vencer e dar o troco naquela final de turno.

Mas quando a bola rolou no Romeirão, primeiro palco daquela final, o elenco tricolor acabou se dando melhor e vencendo o Icasa por 2 a 0, com público de somente 7. 532 torcedores. Paulo Isidoro e Osvaldo marcaram os gols daquela quinta-feira.

E no domingo, mais um show do Tricolor de Aço no campeonato. Agora, no Castelão, o Icasa viu o adversário deitar e rolar sobre seu esquema tático. No final, o Fortaleza acabou vencendo o jogo por 4 a 2, levantando o título de campeão cearense daquele ano. Confira:

Na época, era visivelmente de se observar que o Campeonato Cearense era muito mais disputado do que é hoje. Mesmo com jogadores veteranos em algumas equipes tradicionais do estado, a competitividade dos clubes eram grandes, tanto é que em alguns jogos, tanto Fortaleza quanto Ceará, os mais beneficiados com elenco e estrutura, tiveram oscilações em alguns jogos.

Sempre é bom relembrar os jogos do passo e a rivalidade que era quando o nosso campeonato estadual era mais nivelado entre as equipes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *