Em ano de Copa do Mundo Feminina, a CBF cria e divulga a primeira competição de base da categoria no país.

Ano será de mudanças no futebol feminino

Tabelando com Jessyka Freitas

No início de fevereiro, a Confederação Brasileira de Futebol, anunciou um novo campeonato no futebol feminino, que agora terá 3 competições. Além do Brasileirão A-1 e A-2, as meninas terão a oportunidade de participar de um campeonato de base nacional, o nacional na categoria Sub-18.

Apesar da notícia ser de imediato e “em cima da hora”, a data do campeonato já está marcada para iniciar no dia 08 de julho, e terminará no dia 19 de setembro. A competição será dividida em 4 fases, tendo elas disputas de semifinais e da grande final. Serão ao todo 90 jogos.
Participarão 24 clubes, sendo eles os 10 melhores de posição no brasileiro feminino A-1 de 2018, os 2 melhores de posição do A-2 de 2018, e 12 grupos melhores posicionados no RNC 2019. Dentre eles, o atual campeão do Brasileirão A-1 Corinthians, e outros clubes brasileiros, como Flamengo, São Paulo e outras tradicionais agremiações.

A fase de grupo começará com 6 chaves de 4 clubes (jogando ida e volta), os 8 melhores avançam formando 2 grupos de 4 clubes, que jogarão em turno único. Os 4 melhores avançam disputando a semifinal e final.

Com o crescimento do futebol feminino no país, e a força do nosso futebol, a demanda de mulheres em campo cresce e novos talentos são descobertos em cada canto. Além disso, as oportunidades para meninas jovens que sonham em participar da seleção brasileira feminina, terão com o campeonato de base a ajuda da visibilidade em todo país com seu futebol em campo, podendo assim apresentar e destacar o que melhor sabe fazer.

De acordo com o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, ele acredita que essa competição será a chance de descobrir novas ‘Martas e formigas’.

Brasileiro Série A1 e A2

A elite do futebol feminino será disputado em quatro fases: na primeira os 16 clubes jogaram no modelo de pontos corridos em turno único. Os oito primeiros se classificaram para as quartas-de-final e os quatro últimos serão rebaixados para a Série A2; na segunda fase (quartas-de-final) os clubes se enfrentaram no sistema eliminatório classificando-se o vencedor de cada grupo para a semifinal.

Equipes participantes da Série A1 em 2019

Já o Brasileirão da série A-2 feminina crescerá de 16 para 36 times participantes, o que aumentará o número de jogos de 75 para 120. A mudança acontece por causa da exigência da CBF e da Conmebol de que os clubes que disputam as principais competições masculinas organizadas por elas tenham equipes femininas. Com isso, novos times foram criados.

Copa do Mundo

No Mundial, o Brasil caiu no grupo C e terá como rivais Austrália, Itália e Jamaica. Desta forma, a Seleção reencontrará as australianas, algozes brasileiras no Mundial de 2015, quando eliminaram Marta e companhia nas oitavas de final.

A estreia do Brasil será no dia 9 de junho de 2019, diante da Jamaica, em Grenoble. Na segunda rodada, o duelo será contra a Austrália, no dia 13, em Montepellier. Cinco dias depois, as brasileiras fecham a participação na fase de grupos contra a Itália, no dia 18, em Valenciennes.

  • Grupo A: França, Coreia do Sul, Noruega e Nigéria
  • Grupo B: Alemanha, China, Espanha e África do Sul
  • Grupo C: Austrália, Itália, Brasil e Jamaica
  • Grupo D: Inglaterra, Escócia, Argentina e Japão
  • Grupo E: Canadá, Camarões, Nova Zelândia e Holanda
  • Grupo F: Estados Unidos, Tailândia, Chile e Suécia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *