Precisamos falar de Cúellar

Volante colombiano é o jogador mais regular em atividade no futebol brasileiro

Gustavo Leonardo Cuéllar Gallego chegou ao Flamengo no inicio de 2016 e como todo jogador que vem de outro país teve o seu momento de adaptação. Com um inicio mediano e cheio de incertezas, Cuéllar alternava entre titularidade e reserva.

Já em 2017, o atleta mostrou claros sintomas de melhoria e manteve uma boa regularidade. É um crescimento que não pode passar desapercebido.

O volante colombiano tem mostrado um misto de raça, vontade e qualidade na marcação, com uma boa saída bola e passes que dão dinâmica ao jogo rubro-negro.

Após o jogo contra o Peñarol, Cuéllar se tornou o 2º maior ladrão de bolas da Libertadores, com 27 desarmes, e mostrou ser um dos melhores vencedores pessoais, ou seja,  no 1 contra 1 é assustador a vantagem que o colombiano leva sobre os meias e atacantes.

No Flamengo de Abel Braga vemos no papel Cuéllar e Arão como os 2 volantes, mas a qualidade dele sobressai e tem sido tão absurda que Arão tem aparecido mais na área adversária do que propriamente no seu campo de defesa.

Na partida contra o Corinthians, pelas oitavas da Copa do Brasil, Cuéllar foi escolhido o melhor jogador da partida, e realmente foi impressionante o nível em que o colombiano atuou. Em um jogo morno, o atleta foi quem mais destoou durante o tempo jogado.  Foram 2 desarmes completados e com inúmeros passes qualificados, o volante merecidamente ganhou a premiação.

Cuéllar com todo esse destaque tem sido sondado por clubes da Europa, ventila-se que o West Ham está de olho no volante do Flamengo para a próxima temporada.

O futebol apresentado pelo volante nos impressionou com sua qualidade e regularidade e achamos que não poderíamos deixar passar a chance de falar de Cuéllar, hoje o melhor volante em nosso país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *